Ola..

Seja bem-vindo, Obrigado por acessar nosso Blog.
Hoje é

segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Notícias Criar e Plantar 24 de janeiro de 2011

Fonte:Criar e Plantar

CNA Regional - Notícias do Dia 31 de janeiro de 2011

Fonte: CNA - Notícias do Dia


Segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

Cafeicultores terão R$ 40 mi para recuperação de lavouras
Agrolink - Da Redação
O presidente da Comissão Nacional do Café da CNA, Breno Mesquita, comemorou a decisão do governo de liberar R$ 40 milhões para recuperação das lavouras de café afetadas por chuvas de granizo ocorridas entre 1º de outubro do ano passado e hoje(...)

Sebrae/SC investe no campo com o programa Negócio Certo Rural
Agrosoft - Marcos A. Bedin
A composição de 100 turmas para a formação de 1.500 empreendedores catarinenses pelo Sebrae, em 2011, através do programa NCR, é um dos resultados da visita do diretor técnico nacional, Carlos Alberto dos Santos, ao oeste catarinense(...)

Termina hoje o prazo para pagamento da Contribuição Sindical Rural
Agrolink - Da Redação
O pagamento da taxa para pessoas jurídicas deve ser feito até 31 de janeiro. Os proprietários que não pagarem dentro do vencimento ficam sujeitos à multa prevista em lei(...)

Empaer dá apoio técnico a pequenos produtores
Agrolink - Da Redação
Pecuária de leite, fruticultura, olericultura, mandioca, piscicultura, seringueira, apicultura, suinocultura, avicultura, pupunha, agroecologia e crédito fundiário estão entre as principais cadeias produtivas elencadas pela Empaer(...)

Indústria segura grão e agrega valor à soja gaúcha
Zero Hora - Caio Cigana
Estado reduziu exportações da commodity, mas ampliou o processamento em óleo, farelo e biodiesel(...)

Tomate em estufa é garantia de renda
Diário Catarinense Online - Darci Debona
Modelo de produção gera faturamento médio de R$ 7,5 mil por safra(...)

Práticas agrícolas podem evitar deslizamentos de terra
Agrolink - Sophia Gebrim
Projeto desenvolvido por pesquisadores da Embrapa monitora sistema de produção que reduz em até 80% a perda de solo por erosão(...)

Notícias selecionadas em primeira mão:

Clique aqui para informações estratégicas personalizadas

A Empresa Mato-grossense de Pesquisa Assistência e Extensão Rural já implantou tecnologia no plantio de mandioca. O objetivo é levar tecnologia que não onere o custo de produção, e traga aumento na produtividade e na renda do agricultor.

Leia mais em Raízes comestíveis e caules subterrâneos

2- Acordos do comércio
3- Administração Federal
1- Administração Pública
1- Avicultura
1- Caprinos e Ovinos
1- Censo e pesquisas agropecuárias
6- Cereais, oleaginosas e fibras
3- Economia
4- Feiras e eventos agrícolas
4- Horticultura e fruticultura
1- Máquinas e equipamentos
1- Melhoramento genético e transgênicos
1- Raízes comestíveis e caules subterrâneos




Boas Práticas

Fonte: Paulo de Tarso dos Santos Martins

27/01/2011 - Farmpoint

 

Mapa incentiva uso de boas práticas agropecuárias

 

Melhorar a qualidade dos produtos agropecuários, garantir condições adequadas de trabalho nas propriedades rurais e preservar o meio ambiente. Essas são as metas do Programa Nacional de Fomento às Boas Práticas Agropecuárias. A ação será desenvolvida pelos ministérios da Agricultura, Meio Ambiente e Trabalho, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) em parceria com o setor produtivo. Instituído pela Portaria Interministerial nº 36, publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira, 26 de janeiro, o programa visa o desenvolvimento de políticas públicas de apoio à adoção de boas práticas agropecuárias em propriedades rurais. Busca, ainda, a promoção de eventos de divulgação e capacitação de técnicos e produtores.

Representantes dos órgãos envolvidos no projeto vão formar o Comitê Gestor que será responsável pela implantação do programa em todo o Brasil. Cada órgão terá um prazo de 60 dias para propor um Plano de Ação operacional. As propostas serão articuladas com as ações em curso nas instituições participantes. O Comitê será composto por um representante de cada órgão e presidido pelo Ministério da Agricultura. "A ideia é implantar o projeto em conjunto também com o Sistema S e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) nos estados", destaca o diretor do Departamento de Sistemas de Produção e Sustentabilidade do Ministério da Agricultura, José Maranhão.

As técnicas de boas práticas agropecuárias estão fundamentadas na melhoria da gestão de propriedades, uso racional de insumos e recursos hídricos, controle sanitário e ações de bem-estar animal. "Além disso, temos a produção nos moldes do sistema orgânico, o uso da agricultura irrigada, a Integração Lavoura-Pecuária, o Plantio Direto na Palha e a Produção Integrada", explica o diretor do Departamento de Sistemas de Produção e Sustentabilidade do Ministério da Agricultura. "Essas ações garantem um produto final mais competitivo no mercado, resultado de um sistema de produção sustentável, o que gera alimentos seguros", diz.

Para o diretor, é importante que o produtor rural tenha uma gestão adequada da sua propriedade, desde a administração da fazenda, garantindo condições adequadas de trabalho aos seus funcionários, além do respeito ao meio ambiente e da adequação dessas terras às leis ambientais. O diretor destaca os investimentos em manejo e a escolha correta dos produtos que podem ser usados no cultivo, como insumos, fertilizantes e agrotóxicos. A difusão das Boas Práticas Agropecuárias tem a vantagem de diminuir a quantidade de resíduos de agrotóxicos nos produtos e incentivar a produção mais sustentável, com o aumento do emprego de produtos orgânicos. "Trata-se de um conjunto de ações para produção de alimentos que ofereçam menos riscos à saúde. Quando os agricultores aplicarem essas práticas em todo o processo, os produtos nacionais certamente serão valorizados", aponta o diretor.

Agricultura de Baixo Carbono

Exemplos de boas práticas agropecuárias também podem ser vistos no Programa Agricultura de Baixo Carbono (ABC), uma das principais ações adotadas na safra atual pelo Ministério da Agricultura, para reduzir a emissão de gases de efeito estufa. Além de oferecer financiamento a produtores rurais, o governo promove estudos por meio da Embrapa. Garante também capacitação profissional para facilitar a difusão de práticas como plantio direto na palha, fixação biológica de nitrogênio, recuperação de pastagens degradadas e o sistema Integração Lavoura-Pecuária-Florestas (ILPF), que contribuem para a preservação das áreas de produção. "O Programa Nacional de Fomento ás Boas Práticas Agropecuárias vem reforçar as metas do Programa ABC", destaca o diretor do Ministério da Agricultura, José Maranhão.

Saiba mais:

Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) - O programa Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) está no foco da chamada "agricultura verde". O sistema combina atividades agrícolas, florestais e pecuárias, promovendo a recuperação de pastagens em degradação. A área utilizada nesse sistema pode ser aumentada em quatro milhões de hectares nos próximos dez anos. A previsão é que o volume de toneladas de dióxido de carbono (CO2) diminua entre 18 milhões e 22 milhões no período.

Recuperação de pastagens degradadas - Com o incentivo do programa ABC, a meta do governo é ampliar, nos próximos dez anos, a área atual de pastagens recuperadas de 40 milhões de hectares para 55 milhões de hectares. O maior uso da tecnologia vai proporcionar, no período, a redução da emissão de 83 milhões a 104 milhões de toneladas equivalentes dos gases de efeito estufa.

Plantio Direto - No uso do plantio direto, estima-se a ampliação da área atual em oito milhões de hectares, de 25 milhões para 33 milhões de hectares, nos próximos dez anos. Esse acréscimo vai permitir a redução da emissão de 16 milhões a 20 milhões de toneladas de CO2 equivalentes. Além de promover o sequestro de dióxido de carbono da atmosfera, o plantio direto é exemplo de agricultura conservacionista, mantendo a qualidade dos recursos naturais, como água e solo.

Plantio de Florestas - Outra solução para a questão ambiental está no plantio de florestas comerciais, como eucalipto e pinus. Quanto mais difundido o plantio dessas espécies, maior é o sequestro dióxido de carbono (CO2) da atmosfera na fotossíntese. A intenção do governo é aumentar a área de florestas, até 2020, de seis milhões de hectares para nove milhões de hectares. Isso permitirá a redução da emissão de oito milhões de toneladas a dez milhões de toneladas de CO2 equivalentes, no período de dez anos.

Fixação Biológica de Nitrogênio - A técnica de fixação biológica de nitrogênio tem como base o uso de plantas leguminosas, associado à cultura comercial, para suprir a necessidade de minerais necessários como adubação. Com isso, o produtor rural substitui a adubação mineral para o fornecimento de nitrogênio às culturas agrícolas. Esse material costuma ser caro e seu uso inadequado pode produzir impactos ambientais negativos.

Zoot. Paulo de Tarso
"Há 24 anos na produção animal no MT"
CRMV-Z 070MT
65 3682 1346
65 8119 7168
65 9604 8162


JORNAL AGROSOFT: 31 de Janeiro de 2011

Fonte: Jornal Agrosoft


SERVIÇOS: Fale Conosco - Assinatura - Arquivo - BLOG - TWITTER - FACEBOOK

JORNAL AGROSOFT

Edição No 1106 de 31 de Janeiro de 2011

USDA libera alfafa transgênica para plantio e comercialização nos Estados Unidos
Leia na íntegra em www.agrosoft.org.br/agropag/216955.htm
O Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA) anunciou, no dia 27 de janeiro de 2011, a liberação da variedade GM de alfafa tolerante ao herbicida glifosato para plantio e comercialização Leia aqui a matéria - em inglês. A decisão foi tomada pelo Serviço de Inspeção de Saúde Animal e Vegetal do USDA, depois que o estudo de potenciais impactos ambientais e econômicos conduzido pelo departamento concluiu que a planta transgênica é tão segura quanto a convencional.

TECNOLOGIA

Epamig republica o livro "101 Culturas - Manual de Tecnologias Agrícolas"
Leia na íntegra em www.agrosoft.org.br/agropag/216964.htm
Recomendações práticas para o manejo de diversas espécies agrícolas são o destaque do livro 101 Culturas - Manual de Tecnologias Agrícolas lançado pela Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais (Epamig) em 2007. A publicação, coordenada pelos pesquisadores da Unidade Regional Zona da Mata Trazilbo José de Paula e Madelaine Venzon, estava esgotada e foi reimpressa no final de 2010.

IICA abre inscrições para curso virtual sobre agroecoturismo
Leia na íntegra em www.agrosoft.org.br/agropag/216959.htm
Quem deseja montar sua própria empresa agroecoturística ou tem projetos de desenvolvimento rural poderá contar com ferramentas para a execução de tais iniciativas, por meio do curso on line Agroecoturismo: elementos básicos para implementar um projeto de turismo inovador (em espanhol). O curso virtual, em sua sexta edição, é uma iniciativa da Organização dos Estados Americanos (OEA) e o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA).

Embrapa Cocais focará agricultura familiar
Leia na íntegra em www.agrosoft.org.br/agropag/216963.htm
O desenvolvimento de pequenas máquinas para a agricultura familiar será uma das prioridades da Embrapa Cocais (São Luís/MA). O vice-governador maranhense Washington Luiz de Oliveira, o diretor-presidente da Embrapa Pedro Arraes, parlamentares, produtores rurais e representantes dos governos estadual e federal lançaram a pedra fundamental do centro de pesquisa ecorregional da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) no dia 27 de janeiro de 2011, em solenidade no Parque Itapiracó, área onde serão construídas as instalações.


Leia também estes destaques em TECNOLOGIA publicados recentemente:

ECONOMIA

Sebrae/SC investe no campo com o programa Negócio Certo Rural
Leia na íntegra em www.agrosoft.org.br/agropag/216956.htm
A composição de 100 turmas para a formação de 1.500 empreendedores catarinenses pelo Sebrae, em 2011, através do programa Negócio Certo Rural (NCR), é um dos resultados da visita do diretor técnico nacional, Carlos Alberto dos Santos, ao oeste catarinense. Protocolo assinado no dia 27 de janeiro de 2011, em Pinhalzinho, na feira de difusão tecnológica Itaipu Rural Show, estabelece que o Sebrae nacional e o Sebrae/SC envidarão esforços e recursos financeiros para a viabilização dessa meta. Trata-se de um crescimento de 50% em relação aos resultados do ano passado. Representaram o Sebrae catarinense os diretores Anacleto Ângelo Ortigara e Sérgio Fernandes Cardoso.

Preços agrícolas sobem 1,73% na terceira quadrissemana de janeiro em SP
Leia na íntegra em www.agrosoft.org.br/agropag/216961.htm
O Índice Quadrissemanal de Preços Recebidos pela Agropecuária Paulista (IqPR), que mede os preços pagos ao produtor rural, subiu 1,73% na terceira quadrissemana de 2011, de acordo comdo Instituto de Economia Agrícola (IEA) da Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento de São Paulo (SAA). Foi puxado pelo índice de preços dos produtos de origem vegetal (alta de 3,31%), já que o índice de preços dos produtos de origem animal teve retração (-2,21%).

Não correção da tabela do Imposto de Renda é "ato de confisco", diz especialista
Leia na íntegra em www.agrosoft.org.br/agropag/216962.htm
A discussão sobre o novo valor da tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IR) ganhou força com a primeira reunião entre o governo e as centrais sindicais para negociar o reajuste do salário mínimo e uma correção na tabela do IR. Não houve acordo e uma nova reunião foi marcada para o dia 2 de fevereiro de 2011.


Leia também estes destaques em ECONOMIA publicados recentemente:

POLÍTICA

Feijão: surge uma nova ameaça
Leia na íntegra em www.agrosoft.org.br/agropag/216960.htm
Já não bastasse todas as dificuldades inerentes da produção, a cadeia produtiva do feijão ganhou mais um rival. É o cartão alimentação que tem o nobre objetivo de ser um benefício social para o empregado e para sua família, vinculado ao Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT), instituído pelo Governo Federal. Até recentemente era indiferente para a cadeia produtiva do feijão se o benefício era cesta básica física ou vale ou cartão alimentação.

Combate a desertificação no RS terá apoio de especialistas japoneses
Leia na íntegra em www.agrosoft.org.br/agropag/216957.htm
O diretor técnico da Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro), Luciano Kayser Vargas, e a professora da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), Ana Paula Rovedder, doutores em Ciência do Solo, acompanharam, no dia 27 de janeiro de 2011, a visita de representantes do governo japonês ao município de São Francisco de Assis (RS) e entorno. Os especialistas estão no Rio Grande do Sul para tratar de cooperação entre a Universidade de Tottori, no Japão, e o Governo do Estado, por meio da fundação, para a transformação de regiões arenizadas em áreas verdes.

IICA e Nead estreitam laços para o enfrentamento da pobreza rural
Leia na íntegra em www.agrosoft.org.br/agropag/216958.htm
Em reunião realizada no último dia 21, o Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura (IICA) e o Núcleo de Estudos Agrários e Desenvolvimento Rural (Nead), do Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), decidiram ampliar as relações institucionais e técnicas para o ano de 2011, principalmente na temática relacionada ao enfrentamento da pobreza rural no Brasil. "Este tema é o foco estratégico na atual agenda do governo brasileiro e será prioridade na parceria entre as duas instituições", afirmou Manuel Otero, que responde pela Representação do IICA no Brasil (RIB).


Leia também estes destaques em POLÍTICA publicados recentemente:

www.agrosoft.org.br

JORNAL AGROSOFT

SERVIÇOS: Fale Conosco - Assinatura - Arquivo - BLOG - TWITTER - FACEBOOK

Edição enviada em 31/01/2011 02:00


Rota alternativa; Mecanismo do vício; Finep tem novo presidente; Pós-doutorado no Inpe com Bolsa da FAPESP

Fonte: Agencia FAPESP

AGÊNCIA FAPESP

Boletim produzido pela Agência de Notícias da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

=====================================================================

AGÊNCIA FAPESP - 31/1/2011


ESPECIAIS

> Rota alternativa

Experimento feito por cientistas da USP, com uso de modelos genéticos, indica que doença de Parkinson não tem origem apenas no cérebro, mas também em órgãos periféricos

Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13376/especiais/rota-alternativa.htm


ESPECIAIS

> Mecanismo do vício

Cientistas identificam via cerebral que regula a vulnerabilidade à dependência de nicotina. Estudo, publicado na Nature, pode levar a novos alvos para terapias contra o tabagismo

Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13377/especiais/mecanismo-do-vicio.htm


DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA

> Finep tem novo presidente

Glauco Arbix, professor do Departamento de Sociologia da USP, toma posse à frente da Financiadora de Estudos e Projetos

Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13378/divulgacao-cientifica/finep-tem-novo-presidente.htm


NOTÍCIAS

> Pós-doutorado no Inpe com Bolsa da FAPESP

Temático tem oportunidade de desenvolvimento de novas metodologias para identificar e caracterizar padrões e trajetórias de ocupação na Amazônia

Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13379/noticias/pos-doutorado-no-inpe-com-bolsa-da-fapesp.htm


NOTÍCIAS

> Recuperação de trilha na Serra do Mar

IPT desenvolve projeto para recuperar área degradada e revitalizar a trilha utilizando técnicas não-convencionais de engenharia

Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13380/noticias/recuperacao-de-trilha-na-serra-do-mar.htm


AGENDA

> 4º Seminário Internacional de Pesquisa sobre Autismo e Deficiência Intelectual

Voltado a estudantes, pesquisadores e profissionais da psicologia e áreas afins, evento na UFSCar abordará o tato comum e nomeação de crianças com autismo, entre outros temas

Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13381/agenda/4-seminario-internacional-de-pesquisa-sobre-autismo-e-deficiencia-intelectual.htm


AGENDA

> Whetever Happened to North-South?

USP sedia conferência internacional sobre as relações políticas e acadêmicas entre Norte e Sul

Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13382/agenda/whetever-happened-to-north-south-.htm

=====================================================================

REPORTAGENS ANTERIORES:

> FAPESP e Inria lançam nova chamada
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13370/especiais/fapesp-e-inria-lancam-nova-chamada.htm

> O Nobel de Física e a nova eletrônica
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13371/entrevistas/o-nobel-de-fisica-e-a-nova-eletronica.htm

> LNLS recebe propostas de pesquisa
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13372/noticias/lnls-recebe-propostas-de-pesquisa.htm

> Inova Unicamp seleciona bolsista
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13373/noticias/inova-unicamp-seleciona-bolsista.htm

> Seminário Especial do Centro de Toxinologia Aplicada
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13374/agenda/seminario-especial-do-centro-de-toxinologia-aplicada.htm

> Simpósio Internacional de Morte Celular
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13375/agenda/simposio-internacional-de-morte-celular.htm

> Física biológica
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13364/entrevistas/fisica-biologica.htm

> Galáxia de 13 bilhões de anos
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13365/divulgacao-cientifica/galaxia-de-13-bilhoes-de-anos.htm

> Glaucius Oliva assume presidência do CNPq
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13366/noticias/glaucius-oliva-assume-presidencia-do-cnpq.htm

> Pós em genômica com Bolsa da FAPESP
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13367/noticias/pos-em-genomica-com-bolsa-da-fapesp.htm

> Introduction to systematics and molecular phylogenetics in parasitic hymenoptera
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13368/agenda/introduction-to-systematics-and-molecular-phylogenetics-in-parasitic-hymenoptera.htm

> 27ª Reunião do Ensaio de Proficiência para Laboratórios de Análise de Solo
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13369/agenda/27-reuniao-do-ensaio-de-proficiencia-para-laboratorios-de-analise-de-solo.htm



=====================================================================

MAIS LIDAS NO MÊS:

> The Economist destaca atuação da FAPESP
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13293/especiais/the-economist-destaca-atuacao-da-fapesp.htm

> Unicamp seleciona docentes
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13329/noticias/unicamp-seleciona-docentes.htm

> Alternativa para fármaco mais vendido
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13313/especiais/alternativa-para-farmaco-mais-vendido.htm

> IPT abre 251 vagas
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13310/noticias/ipt-abre-251-vagas.htm

> Riscos na gestação
Leia em: http://www.agencia.fapesp.br/materia/13275/especiais/riscos-na-gestacao.htm



=====================================================================

RSS:

-       Feed: http://www.agencia.fapesp.br/rss/noticias.xml
-       O que é isso: http://www.agencia.fapesp.br/materia/3438/noticias/agencia-fapesp-em-rss.htm


=====================================================================
 

CNA - Notícias do Dia

Fonte: CNA - Notícias do Dia


Segunda-feira, 31 de janeiro de 2011

imprima

Oportunismo ambiental
O Estado de S. Paulo - Denis Lerrer Rosenfield
Se um extraterrestre aterrissasse no Brasil após a tragédia no RJ, lendo certos jornais e notícias de algumas ONGs ambientalistas, não hesitaria em considerar o deputado federal Aldo Rebelo (PCdoB-SP) um criminoso, responsável pela morte de mais de 780 pessoas(...)

A contestação de Belo Monte
O Estado de S. Paulo - Editorial
A ação ajuizada pelo MPF-PA para anular a licença concedida pelo Ibama para a construção do canteiro de obras e realização de obras de melhoria nas estradas de acesso à futura Usina Hidrelétrica de Belo Monte, é mais um questionamento de um projeto polêmico(...)

E agora, como ficar rico?
O Estado de S. Paulo - Carlos Alberto Sardenberg
Considerem a seguinte tese: pode parecer exagerado e, de fato, é surpreendente, mas a América Latina está em condições de ensinar, sobretudo aos países desenvolvidos, como sair da crise e voltar a crescer(...)

Crescimento em ritmo chinês
O Estado de S. Paulo - Carlos Bremer
O Brasil passa por um período de aceleração no seu crescimento(...)

Importação de produtos de alta e média tecnologia quase triplica em seis anos
O Estado de S. Paulo - Marcelo Rehder
Compras externas de veículos, máquinas, equipamentos e eletroeletrônicos cresceram 177% entre 2004 e 2010, aponta estudo da Abimaq(...)

Da teoria à prática, o desafio da Amyris
O Estado de S. Paulo - Paula Pacheco
Dona da tecnologia que permite substituir derivados de petróleo por cana, empresa se prepara para a produção industrial(...)

Crença do BC
O Globo - Antonio Oliveira Santos
A aceleração do crescimento econômico pode gerar problemas internos e externos, como pressões inflacionárias e desequilíbrio na conta corrente do balanço de pagamentos(...)

Davos termina com elogios ao Brasil, que mandou poucos representantes
O Globo - Deborah Berlinck
Empresários e economistas destacam papel de China e Índia na crise(...)

Oferta de cana deve crescer na próxima safra. A expansão da oferta de cana-de-açúcar da Cosan na safra 2011/12, deverá vir das usinas novas construídas pela empresa, que projeta expandir a moagem em aproximadamente 5%.

Leia mais em Cana-de-açúcar

6- Acordos do comércio
2- Bovinocultura de corte
2- Café
2- Cana-de-açúcar
1- Cereais, oleaginosas e fibras
2- Crédito agrícola
4- Economia
1- Horticultura e fruticultura
1- Máquinas e equipamentos

Informativo Macroeconomia CNA em campo Trabalhos da Semana

Indique amigos para receber gratuitamente o Sistema de Informações CNA Clique aqui para receber informações da CNA Imprimir clipping completo Busca
Twitter Orkut

domingo, 16 de janeiro de 2011

Auxílio às vitimas da Chuva no Rio de Janeiro

Auxílio às vitimas da Chuva no Rio de Janeiro

Colaboração: Mario Augusto de Oliveira

Data de Publicação: 16 de Janeiro de 2011

Pessoal, ajudem por favor.
Venho aqui pedir ajuda vítimas da chuva no Rio de Janeiro. Como já sabem, nos últimos dias se abateu sobre o estado do Rio de Janeiro uma das maiores tragédias de sua história.

Não moro no estado do Rio de Janeiro, moro no São Paulo, mas faço este apelo pelas vitimas.

O caos está presente em muitas cidades: Petrópolis, Teresópolis, Sumidouro e Nova Friburgo, entre outras. A destruição foi total na maioria delas.

Busquem em sua cidade posto de coleta de doações para as vítimas da tragédia e enviem o material.

Vamos ajudar - SOS RIO.

A prioridade é para doação dos seguintes itens:

  • Água mineral;
  • Alimento não-perecível;
  • Roupas;
  • Tênis, sapatos, chinelos (favor enviarem um amarrado no outro, pois pares perdidos na pilha de calçados perdem a serventia).

Agradecemos pela ajuda.


ARTIGO: É possível uma produção de madeira que ajude a conservação da biodiversidade?

Fonte: Juliana Caldas
Data: 14 de janeiro de 2011

É possível uma produção de madeira que ajude a conservação da biodiversidade?

Por Kathia Cristhina Sonoda, José Mauro Magalhães Avila Paz Moreira.


O aumento da taxa de extinção das espécies (em geral) no último século constitui uma das questões ambientais com as quais os diversos segmentos da sociedade contemporânea têm mostrado preocupação. Essa questão fomenta várias discussões sobre o uso responsável dos recursos naturais. As principais causas de extinção resultantes das atividades humanas são a destruição, fragmentação e degradação do habitat. Elas ocorrem principalmente como resultado das atividades econômicas em larga escala que, associadas a uma economia global com uma crescente demanda por bens e serviços, utilizam os recursos naturais. Além dessas, a superexploração (para uso humano), a introdução de espécies exóticas e o aumento da ocorrência de doenças também contribuem para a extinção de espécies naturais. Atualmente, a maioria das espécies ameaçadas de extinção enfrenta, pelo menos, dois desses seis tipos de problema.

Com o objetivo de proporcionar bens e serviços oriundos de plantios florestais e minimizar o impacto ambiental dessa atividade, o planejamento do manejo de florestas de produção tem evoluído ao longo dos anos. Ele passou a incorporar questões ambientais e sociais em seu escopo, além dos objetivos tradicionais de produção de bens e serviços e obtenção de lucros. Algumas estratégias de manejo florestal estão sendo adotadas por empresas de reflorestamento ao redor do mundo para tratar essas questões. Nos Estados Unidos da América, o problema maior é evitar a colheita de grandes áreas contínuas de florestas, planejando a colheita de um determinado talhão (ou  área) florestal apenas quando os talhões adjacentes a ele encontram-se regenerados.

No Brasil, o estabelecimento de corredores de conectividade entre fragmentos de áreas nativas que estejam adjacentes aos plantios florestais emerge como uma estratégia de mitigação dos impactos ambientais decorrentes da atividade silvicultural. A ideia é planejar o plantio e a colheita dos vários talhões florestais de modo a obter uma floresta ordenada, ou seja, quantidades semelhantes de áreas plantadas com diferentes idades ao longo do tempo. Dessa forma, é possível planejar essas operações de tal maneira que sempre haja um corredor, formado por talhões florestais mais velhos, conectando os fragmentos nativos adjacentes à área de plantio florestal.

Por exemplo, consideremos uma floresta com 21 talhões de igual área e produtividade, onde cortamos três talhões por ano. Dessa forma, no oitavo ano estaremos colhendo os mesmos talhões que colhemos no primeiro ano. Dentro dessa ideia, imaginem que tenhamos duas áreas distintas de proteção permanente da propriedade separadas pelo plantio, mas que sejam vizinhos dele. Assim é possível planejar os três talhões anuais de corte de forma que tenhamos sempre um corredor conectando as duas áreas naturais, formado com florestas de eucalipto com, por exemplo, mais de dois anos de idade. Todos os talhões serão colhidos, o plantio continuará a exercer a sua função produtiva, mas com um benefício ambiental a mais do que o obtido caso a decisão de formação de corredores de conectividade não houvesse sido implementada no manejo da floresta.

A Figura 1 apresenta um esquema de corte de duas situações. Em uma delas, há colheita tradicional em que não se atenta para a manutenção de um corredor de conectividade entre as áreas naturais remanescentes (em azul). Na outra, esse corredor foi implantado. É possível observar que, ao longo dos três anos de corte em cada um dos tipos de colheita propostos, no segundo sistema, as duas áreas azuis estão sempre ligadas devido à escolha adequadas das áreas a serem cortadas.


 

Com conectividade

Sem conectividade






 


Figura 1 – Gráficos com esquema de corte padronizado para manutenção de corredor ecológico (coluna da esquerda) e sem corredor (coluna da direita). UM significa unidade de manejo, ou talhão. Adaptado de Rodriguez (2005).

 

Esse sistema de planejamento da colheita que incorpora a necessidade do estabelecimento de corredores de conectividade é capaz de beneficiar também os animais, como onças, antas, roedores diversos, veados, aves e mais uma infinidade de outras espécies que utilizam essas áreas para forrageio, dormida e local de circulação. Essas áreas com florestas plantadas – devido ao seu porte, cobertura de folhas (dossel) e outras características – são ambientes mais seguros quando comparados a áreas com culturas agrícolas de baixa estatura ou um pasto, onde os animais silvestres são facilmente visíveis e alvos de caçadores ou predadores.

A importância em propiciar esses refugos à fauna é que os animais formam uma complexa rede alimentar, com exemplares que se alimentam de plantas, têm hábito carnívoro ou são detritívoros, comendo os restos de plantas ou de outros animais. Outra contribuição à natureza – e, por conseguinte, ao ser humano – é que os animais, ao se alimentarem de frutos, eliminam suas sementes em locais distantes e acabam agindo como dispersores de plantas.

Há ainda aqueles que atuam como polinizadores e outros que participam no controle de outros seres que algumas vezes podem até agir como pragas agrícolas ou transmissores de doenças a animais e ao homem. Nesse caso, pode-se citar as corujas e os gaviões, que se alimentam de cobras, roedores e escorpiões e atuam no controle de muitas pragas urbanas.

Esse ponto de vista não defende o desmatamento de áreas nativas, mas indica que, agindo dessa forma, um plantio de árvores para fins industriais, mesmo trazendo uma série de impactos ambientais, como qualquer atividade antrópica, se for bem planejado e manejado, pode aumentar seu impacto positivo. Ele contribui para estabelecer um modo de vida mais perto do sustentável à natureza, propiciando refúgio, abrigo e atuando como corredor de animais que transitam entre diferentes tipos de unidades de conservação e outras formas de áreas protegidas.

________________________________________________________
Kathia Cristhina Sonoda (kathia.sonoda@cpac.embrapa.br) e José Mauro Magalhães Avila Paz Moreira trabalham na Embrapa Cerrados
--  Juliana Caldas (4861/14/90/DF) Jornalista da Embrapa Cerrados juliana.caldas@cpac.embrapa.br (61) 3388-9945 





Embrapa Cerrados
http://www.cpac.embrapa.br



Decreto normatiza tratamento e destinação do lixo agropecuário.

Fonte: Paulo de Tarso dos Santos Martins <zootpaulodetarso@gmail.com>
Data: 10 de janeiro de 2011

06/01/2011 - Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República

 

Agropecuária precisa se adaptar às novas regras de tratamento de lixo

 

O setor agropecuário deverá se adaptar às novas regras de tratamento e destinação do lixo. O Decreto nº 7.404, publicado em 23 de dezembro de 2010, regulamenta a Política Nacional de Resíduos Sólidos e estabelece as normas para coleta seletiva e restituição dos resíduos sólidos do setor produtivo para reaproveitamento ou outra destinação ambientalmente adequada. A legislação inclui, por exemplo, os procedimentos para fabricação de ração animal a partir de osso bovino e o aproveitamento de biomassa, como o bagaço de cana-de-açúcar, para produção de energia.

Devem cumprir as normas fabricantes, distribuidores e vendedores de embalagens usadas ou outros resíduos, envolvendo produtos como agrotóxicos, pilhas, baterias, pneus, óleos lubrificantes, lâmpadas e eletroeletrônicos. A determinação é válida para empresas que tiverem acordos firmados com o setor público para a implantação da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida do produto (acordo setorial).

A legislação também reforça o recolhimento, e reaproveitamento de embalagens de agrotóxicos e o tratamento de produtos apreendidos e resíduos produzidos em portos, aeroportos e fronteiras, procedimentos já previstos em lei. "O decreto representa um avanço no tratamento adequado do lixo no país e assegura o uso dos subprodutos e resíduos de origem animal e vegetal normatizados pelo Sistema Único de Atenção à Sanidade Agropecuária (Suasa)", explica o fiscal federal agropecuário da Coordenação-geral da Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) do Ministério da Agricultura, Bernardo Sayão Neto.

Bernardo explica também que a medida se aplica ao tratamento das embalagens plásticas, de papelão e pet que agora, deverão ser reutilizadas ou recicladas e não poderão mais ser destinadas a aterros sanitários. Segundo ele, a lei consagra e reforça os conceitos de não-geração, reaproveitamento, reciclagem, reutilização, tratamento e recuperação energética dos resíduos descartados pelo setor produtivo.

A lei prevê ainda a substituição dos lixões por aterros sanitários para rejeitos, a criação de planos municipais, estaduais e federal para a gestão dos resíduos e o incentivo a linhas de financiamento de cooperativas, que devem auxiliar a coleta seletiva e a logística reversa de produtos. A regulamentação determina que o processo da coleta urbana, pelo menos, separe resíduos secos e úmidos.

Fonte:  Zoot. Paulo de Tarso
"Há 24 anos na produção animal no MT"
CRMV-Z 070MT
65 3682 1346
65 8119 7168
65 9604 8162


Agradecimento

Foram muitas as horas que passamos elaborando, estudando e sonhando para criar a “ONG AIAS”. Durante este tempo, muitas pessoas estiveram envolvidas até que nós chegássemos a um resultado final; porém, não é fácil ter as palavras corretas para mostrar-se grato a todos os envolvidos. Estejam certos de que a felicidade que estou sentindo por estarmos unidos é muito grande. Você só poderá encontrar a felicidade quando souber fazê-la nascer de dentro de seu coração, quando aprender a ajudar a todos indistintamente, com suas ações, suas palavras e seus sentimentos.

Em primeiro lugar, gostaria de agradecer a “Deus” pelo descanso da noite e pela claridade da manhã, e que esteve sempre ao nosso lado nos dando forças para continuar trabalhando e não desanimar nas horas difíceis.

Em segundo lugar, gostaria de agradecer a minha esposa, companheira e amiga, Marli, pela paciência que teve e pelo perdão pelas horas que não lhe dediquei, pois foram consumidas neste trabalho, e pelo amor que me dedica em todos os momentos de sua vida.

Aos meus familiares adoráveis, em especial a minha mãe (Mariana), irmã (Solange), avós paternos e maternos, a minha querida sogra Cota (Dona Celina) e o meu sogro Bia (Sr. Bienor, o meu querido Bia), fontes principais do entusiasmo na elaboração e criação desta associação. É preciso não pensar na idade, mas vivê-la; saber ser feliz é preciso, antes de tudo, encontrar a paciência, suprir a necessidade da mente, em busca do dia-a-dia na consciência de entender que um dia você pode lutar para vencer, mesmo que antes já tenha sido derrotado, mas sem nunca perder as esperanças.

Porque o comodismo é a injustiça da liberdade, que provoca o transtorno, e o desamor à condição de caminhar pela paz.

E a vida é todo o espaço de tempo que temos para pensar no momento em que estamos conscientes do que fazemos em benefício do amanhã pela Caprinocultura e Ovinocultura.

A todas as pessoas da “ONG AIAS - Caprinos & Ovinos”, aos diretores, conselheiros, amigos, pessoas que colaboram diretamente ou indiretamente, ao meu Compadre e grande Amigo Everson Soares de Oliveira o Sonn, obrigado, para o sucesso desta associação, para que este material chegue até você, nosso muito obrigado.

“O maior sentimento que podemos ter é sentir no coração que Deus pode realizar aquele sonho que para muitos é impossível, mas para Deus não, porque quando eu não posso Deus pode.”

AIAS
Pelo Latim Ahias, do Hebraico Ahiyas
“Amigos de Deus”