Ola..

Seja bem-vindo, Obrigado por acessar nosso Blog.
Hoje é

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Embrapa - Rebanho suíno brasileiro não oferece risco à população

28/04/2009 - O vírus H1N1, responsável pela atual epidemia de Influenza Norte-Americana, popularmente chamada de gripe suína, no México, Estados Unidos e Canadá, não foi identificado em rebanhos suínos no Brasil. Essa é uma das constatações do pesquisador Paulo Augusto Esteves, da Embrapa Suínos e Aves, unidade descentralizada da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, ligada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. De acordo com ele, esse vírus é uma amostra nova, com origem desconhecida e ainda não está claro se a origem é de suínos. “O importante é informar que não temos amostras desse vírus aqui no Brasil e não há possibilidade de humanos serem infectados por contato com suínos”, enfatizou Paulo.

O vírus H1N1 (A/California/04/2009) apresenta quatro segmentos genômicos (RNA) de vírus influenza: vírus suíno Norte-Americano (pelo menos 80% do genoma), vírus aviário Norte-Americano, vírus humano Norte-Americano e vírus suíno da Eurasia (Tailândia).

Outro esclarecimento do pesquisador é sobre o consumo da carne suína. “Não há possibilidade de transmissão pelo consumo da carne suína. De qualquer forma, é sempre prudente que toda a carne seja cozida ou assada adequadamente antes do consumo, orientação que é feita para evitar qualquer tipo de infecção”, afirmou.

Projetos - A Embrapa Suínos e Aves vem desenvolvendo projetos de pesquisa visando melhor entendimento da ocorrência e comportamento de diferentes agentes virais, dentre eles o da Influenza Suína, no rebanho comercial nacional. “A avaliação da presença do vírus da influenza em suínos no Sul e Sudeste do Brasil mostra que os subtipos detectados nestes trabalhos diferem do novo subtipo que vem causando o problema de saúde pública em diversos países”, comentou o pesquisador.

Outra contribuição da Embrapa sobre o assunto é o desenvolvimento de um projeto, liderado pelas pesquisadoras Janice Zanella e Rejane Schaefer, que visa melhor caracterização dos subtipos de vírus existentes no rebanho suíno. Além disso, a pesquisadora Janice, atuando no Labex-EUA (laboratório virtual da Embrapa), está envolvida em projeto de influenza suína do United States Department of Agriculture (USDA) nos Estados Unidos, o que tem possibilitado a troca de experiências entre as duas Instituições de Pesquisa.

Influenza suína - A influenza suína, ou gripe suína, é uma enfermidade respiratória causada pelo vírus influenza tipo A, que ocorre normalmente nos plantéis de suínos em todo o mundo. Raramente causa doença em humanos.

Mais informações – Na página da Embrapa Suínos e Aves (www.cnpsa.embrapa.br - no link Influenza Norte-Americana) estão disponíveis nota técnica, comunicados referentes ao assunto e uma entrevista de áudio com o pesquisador Paulo Esteves.


Monalisa Leal Pereira (MTb/SC 01139)
Embrapa Suínos e Aves
Contato (49) 3441.0400 – Ramal 454
monalisa@cnpsa.embrapa.br

Sergipe se prepara para campanha de vacinação contra aftosa

Brasília (29.4.2009) - Começa no dia 1º e vai até 31 de maio a primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra a febre aftosa no Sergipe. No dia 8 acontece a solenidade oficial de conscientização sobre a importância da vacina, em uma propriedade rural do município de Laranjeiras. Participam do evento o governador do estado, Marcelo Deda, do superintendente da SFA/SE, Augusto César Viana e representantes do agronegócio sergipano.

A meta para este ano é imunizar 1.012.000 bovinos e bubalinos. A declaração dos animais vacinados deverá ser entregue até o dia 10 de junho nos escritórios da Empresa de Desenvolvimento Agropecuário de Sergipe (Emdagro), distribuídos por todo o estado. Quem não entregar o formulário preenchido será penalizado com multa, podendo culminar com a vacinação compulsória do rebanho e o pagamento de todas as despesas do serviço social oficial como a aquisição de vacinas, combustível, desinfetante e medicamentos.

Há 13 anos Sergipe não registra nenhum caso da doença, integrando o circuito de área livre com reconhecimento da Organização Mundial de Saúde Animal (OIE). “A superintendência tem colaborado enquanto parceira do estado, tanto na transferência de recursos financeiros complementares às ações do órgão estadual, como no assessoramento aos médios veterinários oficiais responsáveis pela execução descentralizada da Defesa Sanitária Animal em Sergipe”, comunica Viana. (Jean Peverari)

Fonte: Ministério da Agricultuar

quarta-feira, 29 de abril de 2009

Feicorte 2009

Como maior evento indoor da cadeia produtiva da carne da América Latina, a Feicorte vem cumprindo com louvor seu papel, viabilizando o acesso a informações de alto nível e a diversas oportunidades de negócios, além da intensa visitação que aponta com certeza para esse novo panorama da pecuária brasileira e as perspectivas para os próximos anos.

Fonte: Agrocentro

terça-feira, 28 de abril de 2009

Rebanho SIM é destaque na Expoagro de Itapetininga

Técnicos angolanos são treinados pela Embrapa em recursos humanos

Técnicos angolanos são treinados pela Embrapa em recursos humanos

Portugal Digital - ‎22/04/2009‎
... de Malanje e Kwanza Sul, estarão encarrregados de mandioca, batata-doce e amendoim, caprinos e ovinos e gado de leite. Com informações da Embrapa.

Ocorrências de casos humanos de influenza suína

NOTA À IMPRENSA


MINISTÉRIO DA SAÚDE
GABINETE PERMANENTE DE EMERGÊNCIAS

NOTA À IMPRENSA – 27/04/2009, às 20h
Ocorrências de casos humanos de influenza suína

Vacinação contra aftosa começa sexta-feira em 19 estados e no DF



Brasília (28.4.2009) - Bovídeos de 19 estados e do Distrito Federal começam a ser imunizados contra a febre aftosa, a partir deste feriado (1º), na primeira etapa da campanha nacional de vacinação contra a doença de 2009.


Em maio, receberão a imunização os rebanhos do Acre, Amapá, Amazonas, Bahia, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rondônia, Sergipe e Tocantins, além do Distrito Federal. No Espírito Santo, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, São Paulo e Paraná serão imunizados apenas os bovinos e bubalinos com até 24 meses de idade.


Na primeira etapa do ano passado, foram vacinados 149.564.596 bovídeos. Até o final do ano, a meta é aplicar em torno de 390 milhões de doses de vacinas nas duas etapas de vacinação, em todo o Brasil. Além de imunizar o rebanho, os produtores rurais também devem comprovar a vacinação, nas agências de defesa agropecuária dos estados. (Da Redação)


Confira calendário da Campanha Nacional de Vacinação de Febre Aftosa 2009.


Fonte: Ministério da Agricultura

segunda-feira, 27 de abril de 2009

Embrapa participa da Semana da Caatinga no Ceará

A Embrapa Caprinos e Ovinos (Sobral,CE) – unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), vinculada ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) – participa das atividades da Semana da Caatinga Patativa do Assaré, que acontece de 22 a 28 de abril em todo o Ceará em comemoração ao Dia Nacional e Estadual da Caatinga (28 de abril).

As ações da Semana da Caatinga terão início com um seminário sobre “Manejo florestal sustentável da caatinga”, no município do Crato, dia 22 de abril. No mesmo dia, em Jardim, será assinado convênio de doação de equipamentos para serem usados pelas em caso de incêndios florestais e, em Tauá, serão realizadas atividades em escola com plantação de mudas de árvores nativas e criado o Parque Natural Municipal Themistocles Lins Fialho.

No dia 23, a programação prevê a realização, no município de Quixeramobim, de Dia de Campo interagindo com os projetos da Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará (SDA) e com o Projeto Pingo D’água, de agricultura irrigada focado na fruticultura, no Vale do Açude de Forquilha.

Em Independência e Crateús serão promovidas palestras e seminários nas escolas municipais e estaduais, no dia 24, e o município de General Sampaio também vai assinar convênio de doação de equipamentos para combate aos incêndios florestais, dia 25.

A Embrapa Caprinos e Ovinos realiza, dia 27, palestra sobre integração lavoura-pecuária-caatinga, das 7h30 às 8h40 e dia de campo no Sistema Agrossilvipastoril, das 9 às 13 horas. A programação é aberta ao público.

A Caatinga

A Caatinga ocupa quase 10% do território nacional, com 736.833 km², abrangendo os estados do Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Bahia, sul e leste do Piauí e norte de Minas Gerais. Região de clima semi-árido e solo raso e pedregoso, embora relativamente fértil, o bioma é rico em recursos genéticos. Cerca de 20 milhões de brasileiros vivem na região coberta pela Caatinga, em quase 800 mil km2 de área. A irregularidade climática é um dos fatores que mais interferem na vida do sertanejo.

Fonte: Anco

quinta-feira, 16 de abril de 2009

Cadeia Produtiva promove Concurso de Culinária na 5ª Expopeq

Portal Agrosoft

Após a degustação por parte dos jurados – Halil Dogan, natural da Turquia, país de grande tradição no consumo da carne de ovinos e caprinos; Neldo Egon, ...

Sema coordenará trabalho nacional

Correio de Noticias

Antes do início da reunião do Conselho Nacional do Meio Ambiente (Conama), na manhã desta quarta-feira (15) em Brasília, Berfran relatou ao ministro Carlos ...

Cabrito teve grande procura nos restaurantes

Jornal da Madeira - ‎12/04/2009‎
O JM fez ontem uma ronda por alguns restaurantes do Funchal e contactou outros por telefone ea conclusão é que o tradicional cabrito assado foi, de longe, ..

Tortuga inaugura nova fábrica em Pecém com investimento de R$ 90 milhões

Revista Fator - ‎10/04/2009‎

... suinocultura, avicultura (corte e postura), equinocultura, ovinocultura e caprinocultura. Com 55 anos de existência, a Tortuga contribuiu decisivamente ...

Agricultura familiar do Estado terá verba de R$ 14,4 milhões

O Pronaf Infra-Estrutura, vinculado ao Ministério do Desenvolvimento Agrário, vai investir no período 2009/ 2010, na agricultura familiar de Pernambuco, R$ 14,4 milhões. Os recursos a serem aplicados com contrapartida do Governo do Estado, serão destinados a projetos elaborados para os seis Territórios Rurais situados na Mata Sul, Agreste Central, Agreste Meridional, Sertão do Pajeú, Sertão do Araripe e Sertão do São Francisco. Ao todo, serão atendidos com os investimentos 100 municípios.

Ainda esta semana, técnicos da Secretaria de Agricultura e Reforma Agrária, da Unidade Técnica do Prorural e da Secretaria de Desenvolvimento Territorial do Ministério do Desenvolvimento Agrário definem com os fóruns municipais os projetos prioritários. Os recursos serão destinados à melhoria da infraestrutura de associações de agricultores, especialmente aquelas voltadas para o fortalecimento de Arranjos Produtivos Locais - APL - caprinocultura, apicultura; comercialização de produtos da agricultura familiar, fruticultura, além do incentivo ao cooperativismo e associativismo.

No período 2007/2008, o Pronaf Infra-Estrutura investiu R$ 6 milhões em projetos para fortalecimento da agricultura familiar, beneficiando mais de seis mil pessoas. “Esses investimentos tem como objetivo ampliar a produção agrícola em Pernambuco, incrementar a ocupação produtiva, promovendo o desenvolvimento rural sustentável dos Territórios Rurais”, disse o secretário de Agricultura e Reforma Agrária, Ângelo Ferreira.

Fonte: Governo Pernanbuco


Agroindústria ganhará pacote de estímulo

Zero Hora

O governo federal lançará hoje um pacote de ajuda à agroindústria. Por intermédio do Banco do Brasil e do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e ...

Pesquisa alerta população sobre alimentos contaminados

15/04/2009 , às 16h26

Pesquisa alerta população sobre alimentos contaminados


Estudo da ANVISA em 17 tipos de frutas, verduras e legumes aponta que 15,29% possuem resíduos de agrotóxicos proibidos ou além do permitido por lei

A população recebeu, nesta quarta-feira (15), um alerta sobre a contaminação de agrotóxicos nos alimentos que estão sendo vendidos nos supermercados. A declaração foi dada pelo ministro da Saúde, José Gomes Temporão, durante o lançamento da sétima edição do Programa de Análise de Resíduos de Agrotóxicos em Alimentos (PARA). O estudo feito pela ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) revelou que, de 17 culturas analisadas, entre frutas, verduras e legumes, em 1.173 amostras coletadas, 15,29% estavam irregulares quanto aos resíduos de agrotóxicos.

“O governo, profissionais de saúde pública e entidades médicas chamam a atenção da sociedade para a necessidade de mudança do padrão alimentar. Comer menos gordura e aumentar a quantidade de frutas, legumes e verduras. É importante, no entanto, que esse conjunto de alimentos seja seguro para o consumo”, afirmou Temporão.
Ouça entrevista completa do ministro sobre o assunto (MP3 |1,3 MB)

O pimentão foi o alimento que apresentou o maior índice de irregularidades, com 64% das amostras contento resíduos de agrotóxicos. O fruto é seguido pelo morango, cenoura e uva que possuem índices de irregularidades superiores a 30%. (Confira a pesquisa completa no
www.anvisa.gov.br)

Os resultados insatisfatórios são divididos em duas categorias: resíduos que excederam os limites máximos estabelecidos em legislação ou agrotóxicos não autorizados para aquele determinado alimento.

Temporão explicou que o estudo não indica que todos os produtos estão contaminados, variando entre os estados e as amostras. “A pesquisa alerta para que a população saiba que produtos estão mais seguros e para que os produtores sigam as boas práticas de plantio e as recomendações das autoridades sanitárias”, afirmou. Para ele, a sequencia do trabalho desenvolvido pela ANVISA tem trazido bons resultados, como a queda do índice de contaminação em alguns alimentos.

O percentual de irregularidades nas amostras de tomates baixou de 44,72% para 18,27%, entre 2007 e 2008. Já para a batata a queda foi de 22% para 2%, entre 2002 e 2008, e a banana de 6,53% para 1,03%, no mesmo período. A boa notícia também é para o arroz, feijão, manga, batata, banana, cebola e maçã, cujas irregularidades não ultrapassaram os 4,5%. A banana, que chegou a apresentar índice de 6,53%, em 2002, fechou 2008 com incidência de 1,03% de irregularidades.

Como medidas para reduzir o impacto na saúde do consumidor, o ministro recomendou que, antes do consumo, os alimentos sejam lavados e as folhas externas retiradas. Também enfatizou que os produtos de época contêm menos resíduos de agrotóxicos e aqueles certificados, como os orgânicos e indicação de origem, são alternativas mais seguras para a população.

COMBATE – Agenor Álvares, diretor da ANVISA, informou que a Polícia Federal e o Ministério da Agricultura serão informados sobre a descoberta de alimentos contaminados por agrotóxicos proibidos no país. Segundo ele, há uma ação conjunta entre os ministérios da Agricultura, Meio Ambiente e da Saúde para adequar os defensivos agrícolas às necessidades econômicas de produção, às questões ambientais e à segurança da população.

“O nosso objetivo é que a atividade econômica não seja predatória da saúde a população brasileira. Isso é algo que a ANVISA não abre mão. O nosso compromisso é com a saúde da população”, afirmou Álvares.

Entre 2002 e 2006, foram proibidos 5 ingredientes ativos (benomil, heptacloro, monocrotofós, lindano e pentaclorofenol) e mais de 6 tiveram restrição de uso (IAs captana, folpete, carbendazim, clorpirifós, metamidofós, entre outros)

O trabalho de reavaliação de agrotóxicos utilizados no país, em 2008, foi marcado por longa batalha judicial contra liminares favoráveis às empresas, que impediam a avaliação de seus produtos. “Ao final ano, a Anvisa derrubou as liminares e manteve o direito de dar continuidade ao seu trabalho”, disse o diretor.

Resultados Insatisfatórios:

Tabela 1

Cultura

2002

2003

2004

2005

2006

2007

2008

Alface**

8,64

6,67

14

46,45

28,68

40,00

19,80**

Banana

6,53

2,22

3,59

3,65

N

4,32

1,03

Batata

22,20

8,65

1,79

0

0

1,36

2,00

Cenoura

0

0

19,54

11,30

N

9,93

30,39

Laranja

1,41

0

4,91

4,70

0

6,04

14,85

Mamão

19,50

37,56

2,50

0

N

17,21

17,31

Maçã

4,04

3,67

4,96

3,07

5,33

2,90

3,92

Morango

46,03

54,55

39,07

N

37,68

43,62

36,05

Tomate

26,10

0

7,36

4,38

2,01

44,72

18,27

Abacaxi

9,47

Arroz

4,41

Cebola

2,91

Feijão

2,92

Manga

0,99

Pimentão

64,36

Repolho

8,82

Uva

31,68

N = Análises não realizadas.
* Os resultados referem-se aos estados: AC, BA, DF, ES, GO, MG, MS, PA, PE, PR, RJ, RS, SC, SE, TO.
** Grupo químico ditiocarbamato não analisado na cultura da alface em 2008.


Por Renato Strauss, da Agência Saúde

Outras informações
Atendimento à Imprensa


ANVISA
(61) 3462-5500

Ministério da Saúde
(61) 3315-3580 ou 3315-2351


Comitiva do Senegal visita Embrapa Hortaliças

5/04/2009 14:40

Comitiva do Senegal visita Embrapa Hortaliças

Brasília (15.4.2009) - A Embrapa Hortaliças, em Brasília/DF, recebeu uma comitiva de quatro técnicos e produtores do Senegal, nesta última segunda-feira (13). A visita, promovida pela Agência Brasileira de Cooperação (ABC), fez parte de atividades promovidas pela Emater/DF, que exibe um panorama das atividades de extensão rural aplicadas no desenvolvimento da olericultura do Distrito Federal, sexta-feira (17).


Os programas de seleção, adaptação e produção de sementes da Embrapa Hortaliças despertaram atenção especial. A comitiva visitou o laboratório e a Unidade de Beneficiamento de Sementes (UBS) e o banco de germoplasma.


Nos próximos dias, o grupo vai conhecer as metodologias de extensão rural aplicadas pela Emater/DF, além de visitar locais de comercialização, pequenos e grandes produtores de hortaliças, áreas de produção orgânica, cooperativas e movimentos sociais. (Lis Weingärtner, com informações da Embrapa)

quarta-feira, 15 de abril de 2009

Pesquisadores africanos conhecem técnicas do pinhão manso empregadas na região

Pesquisadores da República de Mali, no continente Africano, estiveram em Pindamonhangaba nesta segunda-feira, 23, para conhecerem as técnicas de plantio do pinhão manso, importante fonte de biodiesel.

Agradecimento

Foram muitas as horas que passamos elaborando, estudando e sonhando para criar a “ONG AIAS”. Durante este tempo, muitas pessoas estiveram envolvidas até que nós chegássemos a um resultado final; porém, não é fácil ter as palavras corretas para mostrar-se grato a todos os envolvidos. Estejam certos de que a felicidade que estou sentindo por estarmos unidos é muito grande. Você só poderá encontrar a felicidade quando souber fazê-la nascer de dentro de seu coração, quando aprender a ajudar a todos indistintamente, com suas ações, suas palavras e seus sentimentos.

Em primeiro lugar, gostaria de agradecer a “Deus” pelo descanso da noite e pela claridade da manhã, e que esteve sempre ao nosso lado nos dando forças para continuar trabalhando e não desanimar nas horas difíceis.

Em segundo lugar, gostaria de agradecer a minha esposa, companheira e amiga, Marli, pela paciência que teve e pelo perdão pelas horas que não lhe dediquei, pois foram consumidas neste trabalho, e pelo amor que me dedica em todos os momentos de sua vida.

Aos meus familiares adoráveis, em especial a minha mãe (Mariana), irmã (Solange), avós paternos e maternos, a minha querida sogra Cota (Dona Celina) e o meu sogro Bia (Sr. Bienor, o meu querido Bia), fontes principais do entusiasmo na elaboração e criação desta associação. É preciso não pensar na idade, mas vivê-la; saber ser feliz é preciso, antes de tudo, encontrar a paciência, suprir a necessidade da mente, em busca do dia-a-dia na consciência de entender que um dia você pode lutar para vencer, mesmo que antes já tenha sido derrotado, mas sem nunca perder as esperanças.

Porque o comodismo é a injustiça da liberdade, que provoca o transtorno, e o desamor à condição de caminhar pela paz.

E a vida é todo o espaço de tempo que temos para pensar no momento em que estamos conscientes do que fazemos em benefício do amanhã pela Caprinocultura e Ovinocultura.

A todas as pessoas da “ONG AIAS - Caprinos & Ovinos”, aos diretores, conselheiros, amigos, pessoas que colaboram diretamente ou indiretamente, ao meu Compadre e grande Amigo Everson Soares de Oliveira o Sonn, obrigado, para o sucesso desta associação, para que este material chegue até você, nosso muito obrigado.

“O maior sentimento que podemos ter é sentir no coração que Deus pode realizar aquele sonho que para muitos é impossível, mas para Deus não, porque quando eu não posso Deus pode.”

AIAS
Pelo Latim Ahias, do Hebraico Ahiyas
“Amigos de Deus”